Berço da Muda Classe A

Caixa Postal 141
Casa Branca, SP 13700-970
Tel. 19-3671.4560 19-3679.9382
 19-9204.7803

Mudas Cítricas Citrolima  "A Qualidade que Você Exige
A Tranquilidade que Você Merece"


Página Inicial
Conheça-nos Melhor
Nossa Muda Cítrica
O que são Mudas Classe A?
Produtos & Serviços
Variedades, Plantio, etc
Preços
Borbulhas - Disponibilidade
Onde Estamos - Mapa
Novidades, Informações
Novas Variedades
Porta-enxertos
Clonagem Online
A Bactéria do Amarelinho
Greening - HLB - Psilídeos
Suporte
Links
Fale Conosco

Como Plantar

          Nossas mudas são entregues prontas para o plantio. Como não são feitas em sacos plásticos não é necessário cortar o fundo do torrão. As covas podem ser individuais na posição de plantio de cada muda, ou podem ser feitos sulcos ao longo das linhas de plantio. Com o terreno corrigido, não é preciso adubar o local de plantio. A adição de esterco curtido e até de adubos químicos nas covas, entretanto, pode ajudar no desenvolvimento inicial das mudas em solos não totalmente corrigidos. É importante consultar um especialista para se evitar enganos. Quantidades como 0,5 kg de superfosfato simples e 3 kg de cama de frango bem misturados por cova ou por metro linear de sulco são comuns.

           As mudas são plantadas na altura em que se encontram nos torrões. É importante não enterrar o colo da planta, que é a região de transição entre tronco e raiz. Traz-se solo destorroado para dentro da cova, ao redor do torrão e compacta-se muito bem com as pontas dos dedos das mãos, até na altura do solo original. É muito importante não entortar as raízes da muda durante o plantio. Para isto a firmeza do torrão e a embalagem biodegradável são de grande importância. Fazer uma coroa de terra em volta da muda para pelo menos 20 litros de água e enchê-la imediatamente após o plantio. Repetir a operação pelo menos 1 vez por semana caso não chova, até o início da brotação, quando então as irrigações podem ser mais espaçadas.

       Como não é preciso cortar o fundo do torrão das Mudas Citrolima, não há feridas frescas para a entrada do fungo da Gomose e, portanto, não é necessário aplicar fungicidas sistêmicos após o plantio.

Adubação

É essencial consultar um técnico para todos os tratos culturais no pomar. A tabela aqui apresentada para adubação de laranjeiras serve apenas como referência preliminar. Consideramos o uso de fórmulas do tipo 12-6-12, 15-5-15 ou 20-5-20. Para as quantidades, baseia-se apenas no conteúdo de nitrogênio. Por exemplo 100 g de N correspondem a 500 g da fórmula 20-5-20. As plantas recebem uma adubação básica de acordo com sua idade, de 50 g por ano de idade do pomar, até a quantidade fixa de 350 g de N a partir do 7º ano e, adicionalmente, uma adubação por caixa produzida ou a produzir correspondente a 100 g de N por caixa.

Nitrogênio
Anos de Idade do Pomar g/planta g/caixa Número de aplicações
Primeiro 50 5
Segundo 100 4
Terceiro 150 100 3
Quarto 200 100 3
Quinto 250 100 3
Sexto 300 100 3
Sétimo ou mais 350 100 3

  Assim, um pomar com 8 anos e 4 caixas por planta de laranjas poderia receber 350 g + 400 g = 750 g de Nitrogênio, ou 3,75 kg de 20-5-20. A quantidade é dividida pelo número de aplicações, que são feitas a intervalos regulares durante o período chuvoso do ano. No caso de porta-enxertos diferentes de limão cravo ou frutas precoces, tangerinas ou limões, pode-se usar fórmulas com mais Potássio do que Nitrogênio.

PRAGAS E DOENÇAS

         As principais pragas e doenças em citros que podem ser controladas através da aplicação de defensivos ou manejo ecológico são ácaro da leprose, ácaro da ferrugem, ácaro vermelho, ácaro branco, moscas das frutas, formigas cortadeiras, bicho furão, cochonilha pardinha, orthézia, psilídeos, cigarrinhas do amarelinho, pinta preta, verrugose, melanose, alternária e estrelinha. Procure um técnico para orientações específicas.

início      página anterior     próxima página

Pesquisa personalizada em www.citrolima.com.br
 
©2009. Mudas Cítricas Citrolima. Permitida reprodução desde que mencionada a fonte. Contate-nos.